domingo, novembro 20, 2005

Ver (6) ... o Flamingo-comum

Existem em Portugal poucas colónias de flamingos-comuns, Phoenicopterus ruber, mas cada uma tem muitos indivíduos.

Quando no solo, os flamingos parecem brancos, mas em vôo parecem nuvens cor-de-rosa. Voam em linha, vencendo grandes distâncias.
4 flamingos à procura de comida, rio Tejo, junto ao Parque das Nações

O pescoço e as pernas são muito compridas, e o bico é pequeno, forte e curvado para baixo, o que lhe permite procurar comida vasculhando na lama em águas pouco profundas, com o bico virado ao contrário. Vivem em lugares próximos da costa, sapais, pântanos, lagos e lagoas salobras. A fêmea só põe um ovo por ano que incuba sentada em cima dele, num buraco de barro que serve de ninho.

Os flamingos voam de pescoço esticado...

As fotos que apresento foram tiradas no estuário do Tejo, no lado de Alcochete e no lado de Lisboa. A quem quiser ver flamingos, deixo as minhas sugestões:

Do lado de Lisboa, o melhor local é no Parque das Nações, junto à Ponte Vasco da Gama, na maré vazante. Estacionar junto à foz do Rio Trancão e andar a pé para o lado da foz.

Na margem Sul do Tejo, o acesso, mesmo pedonal, é muito difícil nas salinas de Alcochete, onde é vulgar quem atravessa a Ponte Vaco da Gama ver um bando de flamingos.

... e em formação de linha

O melhor local será logo à saída de Alcochete pela EN 118 – IC3, que ruma ao Porto Alto. No local onde a EN atravessa a Ribeira de Pegos Claros (Ribeira das Enguias) existem diversos sapais, de ambos os lados da estrada.

Quando os flamingos estão do lado esquerdo (lado Norte, lado do Rio Tejo), o acesso é difícil, dado tratar-se de uma piscicultura privada de acesso reservado.

Quando estão do lado direito (lado Sul), aí é possível a aproximação a cerca de 50 a 100 m. Vá devagar, que eles fogem ...

Grupo de flamingos junto à Ribeira das Enguias

Quando o virem, os flamingos afastam-se ...

Terá que porfiar, muitas dias percorri estes locais sem ver os flamingos, ou vendo-os, estavam muito longe para os conseguir fotografar. Leve no mínimo objectivas à roda dos 500 mm (para as máquinas digitais com um factor de 1,6, basta uma 300 mm...) e um apoio – tripé ou monopé.

Flamingo no Tejo, ao entardecer


3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Your website has a useful information for beginners like me.
»

7:32 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

I really enjoyed looking at your site, I found it very helpful indeed, keep up the good work.
»

7:39 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

I say briefly: Best! Useful information. Good job guys.
»

7:43 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home